Saiba quais são as diferenças entre tecidos de linho: natural, misto e sintético

São muitas as opções de tecidos para todas as necessidades de criação para modelagens, roupas, etc. Diferentes fibras também oferecem distintas características com suas próprias vantagens e desvantagens dependendo do seu uso.  O linho é um material super versátil e requintado, podendo ser utilizado em almofadas, cortinas e outros objetos de decoração. Com ele, você […]

17 de março de 2021 0

São muitas as opções de tecidos para todas as necessidades de criação para modelagens, roupas, etc. Diferentes fibras também oferecem distintas características com suas próprias vantagens e desvantagens dependendo do seu uso. 

O linho é um material super versátil e requintado, podendo ser utilizado em almofadas, cortinas e outros objetos de decoração.

Com ele, você pode optar por fibras naturais, artificiais e até mistas. Mas afinal, qual é a verdadeira diferença entre esses tipos de tecido? Entenda melhor a seguir!

As principais diferenças entre os tecidos

Uma coisa que precisamos ter em mente é que não existe fibra ruim. O que acontece é que, às vezes, aquele determinado tecido não é o mais adequado para os nossos objetivos. Isso não tem relação com qualidade, que é outro assunto importante para se ter em mente.

Quer entender como escolher um tecido de linho de qualidade independente do tipo? Faça uma análise da sua trama: as tramas fechadas normalmente indicam qualidade superior em um tecido sintético, por exemplo.

Também analise o tecido com o toque, dando preferência aos mais sedosos. 

Agora que você já sabe identificar um tecido de qualidade, resta entender as diferenças entre as fibras. Vamos conferir?

Tecido de linho natural

Como o próprio nome indica, as linhas naturais vem da própria natureza e podem ser classificadas em três tipos: de origem vegetal, mineral ou animal. Aqui entra o linho, mas também o algodão, a seda e a lã.

Praticidade e resistência estão entre as vantagens dos tecidos de linho naturais. Há também o conforto: são tecidos agradáveis de tocar, com certa flexibilidade também. Um ponto de atenção envolve a lavagem: com o tempo eles podem desgastar um pouco e perder a coloração.

Cuide para ciclos de lavagem muito pesados, pois o linho natural é delicado e ideal para caimentos leves e ambientes arejados

Tecidos de linho sintéticos

Como você deve imaginar, os tecidos sintéticos são fruto da criação humana. Aqui entram matérias-primas provenientes de produtos químicos da indústria. Alguns exemplos são: poliéster, acrílico, elastano, entre outros.

Em comparação às fibras naturais, de cara já podemos salientar que as opções de linho sintéticas são mais fáceis de guardar (sem amassar muito) e também secam mais rápido. Outra diferença é que estes são tecidos que não desbotam com tanta facilidade.

Ainda existe uma terceira opção de tecido de linho, que busca um meio termo entre o natural e o sintético. São os chamados tecidos mistos, produzidos combinando as duas fibras. Estes são muito populares e altamente utilizados na produção de roupas e também de estofados.

Os tecidos de linho mistos buscam combinar as vantagens das duas fibras e são fabricados a partir com poliéster. A fibra natural oferece leveza e boa absorção, além de ser fácil de tingir e limpar.

Aqui também entra o poliéster, produzido a partir do carvão, da água e derivados do petróleo e desenvolvido de forma sintética. Complementa bem o linho natural ao oferecer uma fibra mais forte e que mantém sua forma sem amassar facilmente.

Como resultado final temos um tecido leve, forte, fresco, durável e mais difícil de amassar. É uma combinação que tomou o mercado pelas suas vantagens e flexibilidade.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/wiler-k/www/blog-new/wp-includes/functions.php on line 5219

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/wiler-k/www/blog-new/wp-includes/functions.php on line 5219