Como evitar o desgaste prematuro dos tecidos das almofadas?

As almofadas dão o toque final da decoração da sala de estar com as cores contrastando com o resto do ambiente. São o charme do ambiente e ainda permitem mudar a cara do espaço com facilidade. Mas é preciso se atentar à higienização dos encostos, que podem ser um local de retenção de sujeira, afinal, […]

7 de abril de 2021 0

As almofadas dão o toque final da decoração da sala de estar com as cores contrastando com o resto do ambiente. São o charme do ambiente e ainda permitem mudar a cara do espaço com facilidade.

Mas é preciso se atentar à higienização dos encostos, que podem ser um local de retenção de sujeira, afinal, estofados em geral tendem a acumular poeira, e por isso a limpeza é fundamental para evitar a proliferação de bactérias e outros microrganismos.

Como ficam sempre expostas ao contato de pessoas, o ideal é que as almofadas sejam limpas a cada dois meses. Mas, com tantos cuidados necessários, como evitar o desgaste dos tecidos que compõem o item? 

Confira as dicas que separamos para que suas almofadas durem por muito mais tempo:

Cuidado na hora da escolha

Antes de tudo, o primeiro passo é levar em consideração o ambiente em que as almofadas serão colocadas. Na área externa, a dica é investir em materiais mais firmes e impermeáveis, que não estraguem com facilidade se expostos ao sol e à água.

Em algumas situações é preciso também considerar a composição dos tecidos. Caso alguém da família tenha alergias respiratórias, evite tecidos com muitos pelos ou que acumulem pó.

E se por acaso você tem um animal de estimação em casa, como gatos e cachorros e eles circulam livremente pelo local, é recomendável usar tecidos de tramas mais fechadas, como os sintéticos.

Após a escolha da melhor almofada para a sua casa, é preciso se atentar à lavagem correta para evitar a deterioração do tecido.

Se atente à limpeza ideal para cada tipo de tecido

Independente do tecido escolhido, é fundamental checar as especificações de lavagem do produto para garantir a maior durabilidade das almofadas.

Almofadas de algodão e sarja natural podem ser lavadas na máquina com água e sabão neutro e a secagem deve ser sempre à sombra. Também é possível passar com o ferro ajustado na temperatura ideal. São os tecidos mais resistentes às lavagens e aos desgastes do dia-a-dia.

Almofadas de couro são muito práticas na hora da limpeza. Apenas utilize um pano umedecido com água e álcool e deixe secar na sombra. Deixá-las no sol pode reduzir a vida útil do couro.

– As almofadas de tecido sintético precisam de um pouco mais de cuidado. A preferência é que elas sejam lavadas à mão, mas caso o cenário seja outro, a máquina deverá ser ajustada para o modo específico para roupas delicadas. Após a secagem na sombra ou na secadora, é possível passar o ferro com o tecido do lado avesso para evitar danos no material.

– As almofadas de tricot também precisam de uma atenção especial. Por ser um tecido delicado, o mais recomendável é que sejam lavadas a seco, para que não encolham ou percam seu formato original.

Os tecidos impermeabilizados também são uma ótima opção, impedem a passagem de líquidos e facilitam a limpeza. Para lugares com grande exposição ao sol, a escolha deve ser em tecidos mais claros.

Use capas protetoras 

Além de renovar a decoração do ambiente sem gastar rios de dinheiro, as capas também ajudam a proteger as almofadas dos desgaste prematuro. 

Você pode optar por capas coloridas, estampadas ou em um tecido com desenho diferenciado, nada de almofadas com aquela aparência de velha e suja porque a capa delas não é removível.

Outra vantagem é que as capas podem ser lavadas com frequência. O recomendável é que elas sejam higienizadas a cada 15 dias e secas naturalmente no sol.

Deixe sua almofada respirar 

Pode parecer bobo, mas ao menos uma vez por semana é super importante deixar suas almofadas respirarem. Pelo menos uma vez a cada três dias é indicado bater os travesseiros para retirar o excesso de poeira acumulada. 

Coloque-as em um local fresco e ventilado, isso vai arejar o tecido e evitar que você respire o pó e estimule possíveis alergias. 

O calor vai facilitar a proliferação de microrganismos, principalmente ácaros, o que pode prejudicar sua saúde.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/wiler-k/www/blog-new/wp-includes/functions.php on line 5219

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/wiler-k/www/blog-new/wp-includes/functions.php on line 5219